9 de set de 2012

Dylan Thomas,,


"Tudo o que importa é o eterno movimento que há por trás da poesia, a vasta corrente subterrânea da dor, da loucura, da pretensão, da exaltação ou da ignorância humanas, por mais sublime que seja a intenção do poeta."

Nenhum comentário:

Postar um comentário